This site uses cookies to provide a better experience. Continuing navigation accept the use of cookies by us OK

Vistos de ingresso na Italia

 

Vistos de ingresso na Italia

 

 

Horários de atendimento ao público: segundas e quartas-feiras de 8:45 às 12:45 horas, com agendamento on-line obrigatório para a apresentação do pedido de visto com a documentação (é preciso que o requerente o visto esteja presente para a entrevista).

Para informações não é necessário agendar.

N.B. Dica para agendamento online: acessar o site atualmente as 19.00 horas exatas (meia noite hora italiana).

Os cidadãos dos países fora da União Européia (UE) que pretendem viajar para os estados membros da “UE” (por período de duração não superior aos 90 dias dentro de um prazo de 180 dias) deverão possuir um documento de viagem (passaporte) que tenha validade de no mínimo três meses após a data prevista para a saída do território dos estados membros da União Europeia.

Cidadãos brasileiros não precisam de visto para ingressar na Espaço Schengen se a permanência global não for superior a três meses (90 dias) por semestre a contar do primeiro ingresso (Reg. (CE) n. 539/2001). Tal isenção de visto não se aplica aos ingressos por motivos de tratamento de saúde ou para o exercício de atividades remuneradas (veja a seguir).

Visto Schengen

As Autoridades de fronteira poderão em qualquer caso solicitar que sejam justificados os objetivos e de demonstrar que possui meios de subsistência suficientes, seja para o tempo previsto de permanência, seja para poder retornar ao país de origem ou para o trânsito até outro país para o qual já possua o visto de entrada, mesmo que tenha os meios legais de obtê-lo (art. 5 Reg. (CE) n. 562/2006).

Os cidadãos brasileiros devem ter Visto de entrada para permanência na Área Schengen se a permanência global for superior a três meses (90 dias) por semestre a contar do primeiro ingresso, assim como para permanências cujo tempo global não seja superior a três meses (90 dias) mas que sejam para tratamento médico ou para o exercício de atividades remuneradas.
Em tais casos, os cidadãos brasileiros deverão preencher o específico formulário de pedido de Visto e apresentar toda a documentação solicitada para aquela tipologia de visto.

Os cidadãos de outros países que constam no elenco atualizado conforme anexo 1 do Reg. (CE) n. 539/2001, estavelmente residentes em Minas Gerais, deverão ter Visto de ingresso para permanência no Espaço Schengen em qualquer caso, e deverão preencher o específico formulário de pedido de Visto e apresentar toda a documentação solicitada para aquela específica tipologia de Visto.

NOTA: Fonte oficial de informações sobre a documentação pedida e as diversas tipologias de VISTO de entrada na Itália é o web site Vistos do Ministério das Relações Exteriores.

Para outras informações, acesse o novo portal realizado pelo Ministério do Exterior e da Cooperação Internacional italiano: http://vistoperitalia.esteri.it/ (disponível em in italiano, inglês, árabe e russo).

Os vistos tem que ser pedidos com ao menos 15 dias de antecipação. Viagem marcada não constitui nenhuma prioridade.

Informações não presentes neste site e nos sites de referencia mencionados podem ser obtidas escrevendo a: visto.belohorizonte@esteri.it

 

Documentação vistos para estudos - clique aqui

Documentação vistos para estudos (minores de idade) - clique aqui

Documentação vistos para motivos familiares - clique aqui

Documentação vistos para trabalho subordenado/maritimos - clique aqui

 

Formulários

Formulário para pedido de Visto de longa permanência V.N. tipo D (superior a 90 dias)

Formulário para pedido de Visto de breve permanência V.S.U. tipo C (até 90 dias)

Declaração de hospedagem

Modelo de convite para negócios

(Solicitamos não enviar pedidos de informações já constantes nesta página)

Referências normativas:

Decreto interministeriale Visti 2011

Direttiva Min. Interno 1.03.2000 (meios financeiros)

 

Perguntas Frequentes

1. Sou cidadão brasileiro e parente de um cidadão italiano. Preciso de um visto para entrar e permanecer na Itália?

Os parentes estrangeiros de cidadãos italianos e da Comunidade Europeia (cônjuge, descendentes diretos até os 21 anos ou dependentes, incluindo os do cônjuge, ascendentes diretos dependentes, inclusive os do cônjuge) no precisam nem do “Nulla Osta” (autorização) do “Sportello Unico per l’Immigrazione”, nem de um visto por motivos familiares, para que possam permanecer por um longo período em território italiano. No prazo de três meses após a sua chegada, os interessados poderão fazer a sua “iscrizione anagrafica” no “Comune” onde estarão residindo e solicitar à “Questura” responsável a “Carta di soggiorno per familiari dell’Unione Europea”, uma vez apresentados os documentos exigidos pelo artigo 10 do “Decreto Legislativo” n. 30/2007 (passaporte válido, fotografia, “attestato di iscrizione anagrafica” e documentação que comprove o parentesco com um cidadão da União Europeia e, se solicitado, a condição de dependente.

2. Quais são os documentos solicitados para demonstrar a capacidade econômica?

Documentação bancária: extratos bancários (de poupança e/ou investimentos bancários) dos últimos 3 meses, assinados e carimbados por um gerente do banco e o cartão de visitas (com telefone e e-mail) do gerente.

3. Onde posso encontrar mais informações sobre todos os tipos de vistos para a Itália?

No site: http://vistoperitalia.esteri.it/home.aspx

4. Qual o procedimento para solicitar o visto para o cônjuge de um cidadão não italiano regularmente residente na Itália?

Solicitar o “Nulla Osta” (autorização) do “Sportello Unico per l’Immigrazione” da “Prefettura” responsável pelo território onde estabeleceu a residência na Itália. Uma vez concedida esta autorização, o Consulado poderá visualizá-la no sistema, e emitir o visto mediante o agendamento em nosso site de um horário para o atendimento e a apresentação do passaporte válido por três meses além da duração do visto solicitado em original e cópia, comprovante residência em nome do requerente ou do cônjuge, passagem aérea, formulário preenchido e foto e certidão de casamento, no dia agendado. Documentação complementar poderá ser solicitada após a análise do pedido.

5. Posso pedir um visto para estudar a língua italiana na Itália?

É possível solicitar um visto para o estudo da língua italiana na Itália. O curso de italiano deverá ter como objetivo prepará-lo para a obtenção de um dos Certificados previstos no “Quadro Comune Europeo di Riferimento per le Lingue (QCER)” e deverá ter uma duração mínima de 20 horas semanais.

6. Como solicitar o visto para trabalhar como funcionário (“lavoratore dipendente”) de uma empresa na Itália?

A empresa interessada deverá solicitar o Nulla Osta (autorização) do Sportello Unico per l’Immigrazione da Prefettura na Itália. Uma vez concedida esta autorização, o Consulado poderá visualizá-la no sistema, e emitir o visto mediante o agendamento em nosso site de um horário para o atendimento e a apresentação do passaporte brasileiro válido por 3 meses além da duração do visto solicitado em original e cópia, comprovante residência em nome do requerente ou cônjuge (neste caso será necessário apresentar a certidão de casamento), passagem aérea, formulário preenchido e foto, no dia agendado. Documentação complementar poderá ser solicitada após a análise do pedido.

7. Quais são os documentos necessários para solicitar o visto para estudo?

Os documentos necessários para o pedido de visto para estudo são os seguintes:
- Agendamento individual para atendimento em nosso site.
- Original e cópia do passaporte válido por pelo menos 3 meses após a saída do território Schengen.
- Comprovante de residência em nome do requerente.
- Formulário preenchido e assinado (disponível em nosso site) com foto 3x4.
- Confirmação da inscrição ao curso enviado ao e-mail do setor de vistos por e-mail oficial da instituição de ensino italiana.
- Passagem aérea de ida (e de volta caso seja solicitado um visto com duração inferior a 1 ano).
- Original e cópia da convenção sanitária entre Itália e Brasil (modelo IB2) ou seguro de viagem (Schengen) com a mesma validade da estadia.
- Reserva em hotel ou outro comprovante de demonstre onde irá residir pelos primeiros 15 dias em território italiano.
- Bolsa de estudos ou extratos bancários dos últimos 3 meses de conta poupança e/ ou aplicação financeira em nome do requerente ou patrocinador (veja formulário que deverá ser assinado na presença do funcionário do setor de vistos pelo patrocinador em nosso site). A documentação bancária deverá ser assinada e carimbada pelo gerente do banco que deverá também fornecer o seu cartão de visitas com o numero de telefone e e-mail para contato.
Documentação complementar poderá ser solicitada após a análise do pedido.

8. Sou brasileiro e desejo viajar a turismo para Itália. Devo solicitar um visto? Qual documentação será necessário apresentar à Polícia de Fronteira?

Cidadãos brasileiros podem permanecer até 90 dias no arco de 180 em território Schengen sem necessidade de visto. Para tanto deverão estar de posse de um passaporte válido por pelo menos 3 meses após a data de saída do território Schengen. A polícia de fronteira poderá solicitar passagem de volta, garantia de hospedagem e econômica dentre outros documentos que acreditar serem necessários.

9. Posso solicitar o visto na Itália?

O visto deverá ser solicitado no país de origem ou residência (fora da Itália).

10. Em qual Consulado devo apresentar o pedido de visto?

Será necessário dar entrada no Consulado responsável pela sua jurisdição reside o requerente. Maiores de idade devem apresentar um comprovante em seu nome (contas de consumo, celular, universidade, plano de saúde, declaração do TRE contendo o endereço assinada e carimbada pelo funcionário responsável).

11. Qual o procedimento para solicitar um visto?

Residentes em Minas Gerais deverão agendar o atendimento no site do Consulado e trazer no dia agendado: comprovante de residência em próprio nome, formulário (disponível em nosso site) preenchido e com foto, passagem aérea e a documentação informada no site http://vistoperitalia.esteri.it/home.aspx. O pagamento da relativa taxa deverá ser efetuado exclusivamente com cartão de débito no momento da apresentação do pedido. Documentação complementar poderá ser solicitada após a análise do pedido.


77