This site uses cookies to provide a better experience. Continuing navigation accept the use of cookies by us OK

FAQ

 

FAQ

 1) QUAL É O VALOR TOTAL DO PASSAPORTE?

O valor do passaporte é de R$ 532,00 pagamento em dinheiro; R$ 543,70 pagamento com cartão de débito. Vale dez anos e, desde julho de 2014, o imposto anual foi abolido: portanto, depois de ter feito o seu passaporte, você não precisa se preocupar com ele por dez anos. Para mais informações, consulte nossa seção Passaporte.

 

2) O SISTEMA DE RESERVA ONLINE É PAGAMENTO?

Absolutamente não! O sistema de reservas online é gratuito. Qualquer um que peça dinheiro em troca da reserva está cometendo um ato ilegal e está sujeito a penalidades criminais e administrativas! Este consulado tem um sistema de computador capaz de interceptar qualquer fraude. Se alguém lhe pedir dinheiro em troca de sua reserva, informe-nos por escrito: sua reclamação permanecerá anônima, mas nos permitirá evitar delitos e abusos que só o prejudicarão!

 

3) QUANTO TEMPO VOCÊ QUER TER CIDADANIA ITALIANA POR DESCENDÊNCIA?

Da remessa de documentos para o Consulado, 730 dias, conforme exigido por lei. No entanto, lembramos que há uma lista de espera, que é nosso cuidado e nosso dever de respeitar da maneira mais rigorosa. Sempre consulte nosso site na seção Cidadania para saber em que ano estamos lidando.

 

4) A REGISTRÇÃO NO AIRE É OBRIGATÓRIA?

Sim! O registro no AIRE (Registro de Residentes Italianos no Estrangeiro) é uma obrigação legal (No. 470/1988) para todos os cidadãos italianos que estão no exterior há mais de três meses (90 dias) e que têm a intenção de ficar lá por mais de um ano. Ao se registrar no AIRE, você pode exercer todos os seus direitos e deveres de cidadania, desde a votação até o registro dos eventos mais importantes da sua vida civil. A AIRE é administrada pelos Municípios Italianos e pelo Ministério do Interior, com base em dados e informações dos escritórios consulares no exterior. O registro para o AIRE é gratuito, é notificado diretamente pela Cidade (não pelo Consulado!) Para o cidadão / a e envolve o cancelamento da residência do território da República (A.P.R. - Registro de População Residente).

 

5) PARA O ATO DE ASSENSIA / CONSENSO, O OUTRO PAIS DEVE TAMBÉM SER APRESENTADO?

Sim!, se o outro progenitor não for cidadão italiano ou cidadão europeu. Neste caso, de fato, a assinatura no consentimento / consentimento será afixada na frente de nossa equipe ou na presença de um oficial, italiano ou brasileiro, ou um Cartorio, dos quais teremos que receber o Sinal Público. No caso de um cidadão italiano ou cidadão europeu, aplica-se a auto-certificação.

 

6) OS TITULARES DAS AGÊNCIAS CONSULTORAS HONORÁRIAS SÃO FUNCIONÁRIOS DO ESTADO ITALIANO?

Não! São voluntários e voluntários que, de maneira totalmente livre, colocam seu tempo e profissionalismo à disposição das comunidades italianas distantes do escritório central. Para mais informações, consulte a página da rede consular.

 

7) POR QUE NÃO POSSO FAZER O PASSAPORTE PARA AS AGÊNCIAS CONSULTORAS HONORÁRIAS?

Porque, a partir de 2010, a impressão digital é necessária para a emissão de um passaporte biométrico. Tal divulgação no momento só pode ser feita no Consulado de Belo Horizonte.

 

8) POSSO FAZER UM ESTÁGIO NO CONSULADO? POSSO ENVIAR O CURRÍCULO PARA TRABALHAR NO CONSULADO?

Sim!, mas somente através do programa MAECI CRUI, com o qual é possível aproveitar a colaboração de estagiários e / ou estagiários.
Para o resto das posições no Consulado, o acesso é feito única e exclusivamente através de uma competição. Quaisquer competições para posições abertas no Consulado são devidamente anunciadas, conforme exigido por lei.

 

9) PODER CONSULAR AS PRÁTICAS PARA O VISTO DE RESIDÊNCIA NO BRASIL?

Não! Para o seu visto de residência no Brasil, você deve entrar em contato com as autoridades brasileiras competentes! Só com eles você poderá regularizar sua presença neste país.

 

10) POSSO FARE IN CONSOLATO LA CARTA D’IDENTITÀ?

No! si tratta di competenza esclusiva dei Comuni in Italia. Soltanto i Consolati italiani che si trovino all’interno dell’Unione europea possono emettere carte d’identità. Noi no.

 


76