This site uses cookies to provide a better experience. Continuing navigation accept the use of cookies by us OK

25 de novembro - Dia internacional para a eliminação da violência contra as mulheres

Date:

11/27/2018


25 de novembro - Dia internacional para a eliminação da violência contra as mulheres

25 de novembro - Dia internacional para a eliminação da violência contra as mulheres

Por ocasião do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher, a Itália confirma seu forte compromisso de promover a igualdade de gênero e combater todas as formas de discriminação e violência contra a mulher; pauta que está entre seus temas prioritários em vista do mandato de três anos do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas que terá início em 1º de janeiro de 2019.

Como todos os anos, o Ministério das Relações Exteriores adere à campanha de sensibilização UN Womewn intitulada "Orange the World" que nas mídias sociais aparecerá como ‘#HearMeToo’ para chamar a atenção para os testemunhos dos ativistas e suas histórias a fim de prevenir qualquer forma de violência contra as mulheres.

Como nos anos anteriores, a cor laranja será o fio condutor que unirá as iniciativas e eventos realizados no âmbito da campanha. Pela primeira vez, até mesmo o Prédio onde funciona o Ministério das Relações Exteriores italiano será iluminado na cor laranja na noite de domingo, 25 de novembro.

Toda a rede diplomático-consular italiana compartilhará a iniciativa " Orange the World " em seus próprios sites e redes sociais, no período que vai de 25 de novembro até 10 de dezembro, que é o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

A Itália está ativamente engajada na promoção da igualdade de gênero e dos direitos das mulheres, tanto no plano diplomático quanto na cooperação para o desenvolvimento. Nos últimos dias, graças também à contribuição ativa da Itália, a Terceira Comissão da Assembléia Geral das Nações Unidas (responsável pelos direitos humanos, questões sociais e humanitárias) adotou resoluções importantes sobre os direitos das mulheres e, especialmente, sobre o combate à violência contra as mesmas.

A promoção da igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres continua a ser uma prioridade comum a todos os projetos de cooperação, juntamente com as iniciativas específicas dedicadas às mulheres, moças e meninas, em conformidade com o objetivo do desenvolvimento sustentável SDG 5 da Agenda 2030. Este ano, a Itália também aumentou sua colaboração com as agências das Nações Unidas que lidam com questões de gênero, principalmente com a UN Women e a UNFPA.

Também no âmbito do "Plano estratégico nacional em relação à violência masculina contra as mulheres 2017-2020", aprovado em novembro passado, baseado na "Convenção de Istambul" (Convenção do Conselho da Europa sobre a prevenção e o combate à violência contra mulheres e violência doméstica), a Itália está empenhada em projetos de empoderamento feminino e programas para combater todas as formas de violência contra mulheres e meninas, especialmente em relação a práticas inaceitáveis, como a mutilação de genitais femininos e casamentos precoces e forçados.

A Itália também apóia iniciativas internacionais para a prevenção da violência sexual e de gênero em situações de conflito e emergência, incluindo a "Call to Action on Protection from Gender-Based Violence in Emergencies". Nosso país tem estado envolvido há muito tempo na promoção de uma política de tolerância zero contra o abuso e a exploração sexual cometidos por militares e civis envolvidos em missões de paz da ONU.

Igualmente fundamental é a promoção do papel das mulheres nos processos de mediação e prevenção de conflitos, em que a Itália está na vanguarda, destacando-se a Rede de Mulheres Mediatórias do Mediterrâneo.

A Itália também está entre os países mais comprometidos com a prevenção e o combate à exploração, aos abusos e ao assédio sexual no setor de ajuda humanitária, como indicado na declaração ministerial do G7 de Whistler, no "Circle of Leadership" do Secretário-Geral das Nações Unidas, aderindo aos compromissos anunciados na "Safeguarding Summit" em Londres no último 18 de outubro.


1049