Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK

O Cinema segundo Pasolini - Mostra comemorativa dos 100 anos do diretor italiano

Data:

03/08/2022


O Cinema segundo Pasolini - Mostra comemorativa dos 100 anos do diretor italiano

MOSTRA COMEMORATIVA DOS 100 ANOS DE PIER PAOLO PASOLINI

Programação conta com estreia de documentário, exibição de 7 longas e palestra sobre a carreira e vida do diretor italiano

 

Em celebração ao centenário de Pier Paolo Pasolini, a Fundação Clóvis Salgado, por meio do Cine Humberto Mauro, apresenta a mostra O Cinema Segundo Pasolini, que exibe, entre os dias 5 e 9 de agosto, 7 obras restauradas do realizador de cinema italiano. A mostra conta também com a estreia nacional do documentário O Jovem Corsário, de Emílio Marrese, que aborda a trajetória artística e pessoal de Pasolini. No dia 10 de agosto, a Casa Fiat de Cultura apresenta a palestra online Pier Paolo Pasolini – Vida e Obra, ministrada pelo professor e especialista em cinema Luiz Nazario, com mediação do curador do Cine Humberto Mauro, Bruno Hilário. As celebrações são uma realização conjunta do Consulado da Itália em Belo Horizonte, do Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro, da Fundação Clóvis Salgado e da Casa Fiat de Cultura.

O cinema poético de Pasolini - Escritor, poeta e cineasta, Pasolini transformou-se em um artista controverso na sétima arte, sempre tratando de temas sociais, culturais e políticos. A forma com a qual abordava assuntos polêmicos em suas obras, como o erotismo e a violência, fizeram do diretor italiano uma figura simultaneamente aclamada e refutada no cinema.

Trazendo em seus primeiros filmes características do neorrealismo italiano, influenciados pela sua vivência em uma Itália que convivia com cenários decadentes do pós-segunda Guerra Mundial, as narrativas e roteiros de Pasolini traziam também nuances poéticas e literárias que marcaram intensamente a carreira do diretor.

Trabalhando assiduamente com diversos nomes expressivos da sétima arte, como Fellini e Rossellini, Pasolini influenciou uma gama de artistas contemporâneos tanto para o cinema, quanto para a literatura.

Destaques da programação e exibição de documentário inédito - A programação da mostra selecionou 7 filmes restaurados de diversas fases da cinematografia do diretor. Entre os destaques, figuram os longas O Evangelho Segundo São Mateus, que aborda a história de Jesus Cristo, a partir do texto de São Mateus, de seu nascimento à ressurreição, trazendo um personagem revolucionário e humanizado. Outro filme em evidência é o documentário Comícios de Amor em que Pasolini, com um microfone na mão e uma câmera, percorre as ruas para perguntar aos italianos o que pensam em relação ao casamento, fidelidade e a normatividade.

Com estreia nacional no Cine Humberto Mauro, o documentário O Jovem Corsário, de Emilío Marrese, será no dia 08/08 (segunda-feira), às 19h. O filme percorre a carreira e vida de Pasolini, reunindo conteúdos inéditos, com uma ampla seleção de documentos inéditos do diretor, reconstruindo o período de sua juventude centrado na cidade de Bolonha, onde nasceu, em 1922. A história se desenvolve no contexto de uma escolha narrativa significativa: um estudante decide realizar sua tese de licenciatura pautando-se na relação entre Pasolini e a cidade de Bolonha.

As sessões comentadas do programa História Permanente do Cinema, contam com a obra Accattone - Desajuste Social, no dia 05/08 (sexta-feira), às 19h, com comentários do crítico de cinema Gabriel Araújo. Além da exibição e debate do longa Édipo Rei, no dia 09/08 (terça-feira), às 19h, com participação do diretor da Companhia de Teatro, Luiz Paixão.

Palestra online Pier Paolo Pasolini – Vida e Obra - No dia 10 de agosto, das 19h às 20h30, Consulado da Itália em Belo Horizonte e Casa Fiat de Cultura realizam a palestra virtual, no canal do YouTube da instituição, que será ministrada pelo professor e especialista em cinema Luiz Nazario, com mediação do curador do Cine Humberto Mauro, Bruno Hilário.

Nazario apresentará uma visão panorâmica sobre a vida e a obra do mais polêmico e censurado escritor e cineasta italiano, com destaque para sua juventude vivida sob o fascismo, sua paixão pela cultura popular, seus escândalos sexuais, a presença do Sagrado em sua obra, sua visão da mutação antropológica do povo italiano e sua morte violenta.

No centenário de Pasolini, o professor reafirma a importância do cineasta, escritor e poeta. “Ele introduziu a homossexualidade popular na literatura e no cinema italianos. Criou uma fascinante teoria da vida, uma semiologia da realidade fundamental para a compreensão do mundo contemporâneo, e ousou exprimir sua visão de mundo freudo-marxista em um país católico-fascista”, analisa.

Nazario reflete sobre a observação do cineasta alemão Werner Schroeter: “Se hoje Pasolini é visto como santo, quando vivo era visto como um porco”. À época de sua morte, o assassinato foi celebrado, com piadas até mesmo em grandes veículos de comunicação. “Pasolini foi assassinado culturalmente, antes de ser assassinado fisicamente”, afirma, recordando a espantosa crônica dos linchamentos morais e processos judiciários que sofreu, compilada e publicada por sua amiga Laura Betti.

A palestra Pier Paolo Pasolini – Vida e Obra será realizada no dia 10 de agosto, das 19h às 20h30, com transmissão online pela Casa Fiat de Cultura. A inscrição deve ser feita pela Sympla (https://bit.ly/PalestraPasolini), gratuitamente.

 

Luiz Nazario

É Professor Titular de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG. Doutor em História pela USP, com a tese Imaginários de destruição – O papel do cinema na preparação do Holocausto. Crítico e escritor, com ampla colaboração na imprensa brasileira, publicou diversos livros, dentre os quais Da natureza dos monstros (Arte & Ciência, 1998), As sombras móveis (UFMG, 1999), Autos-de-fé como espetáculos de massa (Humanitas, 2005), Todos os corpos de Pasolini (Perspectiva, 2007) e O cinema errante, Perspectiva, 2013).

Bruno Hilário

Graduado em Cinema e Audiovisual pela UNA (Belo Horizonte). É gerente curador do Cine Humberto Mauro, principal cinema público de Minas Gerais, trabalhando na curadoria e produção de mostras de Cinema. Participa desde 2009 da equipe de produção do Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte (FESTCURTASBH), sendo coordenador geral do evento, que chega a sua 24ª edição em 2022. Atuou como produtor executivo do filme Nimuendajú (longa-metragem, 80 minutos, 4k, Salic: 100264), produzido pela ANAYA Produções Culturais e coproduzido pela CineZebra (Alemanha) e Apus (Peru). Foi produtor da série Felicidade, contemplada no edital FSA PRODAV 04/2013. Produtor executivo do longa-metragem de ficção "Fragilidades", em processo de desenvolvimento de roteiro. Ator e Produtor em diversos espetáculos teatrais produzidos pela Companhia de Teatro de Belo Horizonte, seu mais recente trabalho é a peça "Capitão Fracasso", indicada a 5 categorias no PRÊMIO COPASA / SINPARC 2019, incluindo melhor espetáculo.

Integram a programação presencial e gratuita os longas Passarinhos e Passarões (1969), Accattone - Desajuste Social (1961), Mamma Roma (1962), Comícios de Amor (1964), O Evangelho Segundo São Mateus (1964), Notas Para Uma Oréstia Africana (1970) e Édipo Rei (1967). As tradicionais sessões comentadas do programa História Permanente do Cinema também englobam a programação da mostra e contam com a participação do crítico de cinema Gabriel Araújo e do diretor da Companhia de Teatro, Luiz Paixão.

 

O Cinema Segundo Pasolini

Data: 5 a 8 de agosto de 2022

Local: Cine Humberto Mauro - Palácio das Artes

Entrada Gratuita

Endereço: Av. Afonso Pena, 1.537, Centro

Informações para o público: (31) 3236-7400


1418